Expandir ▼

SPG

↪ SISTEMA PARTICIPATIVO DE GARANTIA

O Sistema de Certificação Participativa dos Circuitos Curtos Agroalimentares é um projeto inovador lançado no âmbito da Ação 20.2 – Rede Rural Nacional – Área de Intervenção 3 da Medida 20 – Assistência Técnica do Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020. Este projeto visa criar um sistema participativo de garantia (SPG) que valida os processos de produção e comercialização nos circuitos curtos agroalimentares (CCA), assegurando qualidade e transparência.

Coordenado por uma parceria de 9 entidades nacionais, incluindo a ADER-SOUSA, ADIRN, ADREPES, ATAHCA, COIMBRAMAISFUTURO, DRAPLVT, MONTE, PRÓ-RAIA, e TAGUS, o projeto conta com a participação técnica e científica do Instituto Superior de Agronomia, da Universidade de Córdoba e do Instituto Politécnico de Setúbal. Este consórcio de parceiros promove a criação de redes locais compostas por agricultores, consumidores, entidades públicas e privadas, visando desenvolver normas coletivas e mecanismos de verificação que assegurem práticas sustentáveis.

OBJETIVOS E METODOLOGIA

O projeto tem como objetivos fundamentais:

  • Desenvolver sistemas locais de produção e consumo sustentáveis, baseados em tecnologias agrícolas como a agricultura biológica e a agroecologia.
  • Definir e implementar um conjunto de normas que regulem os métodos produtivos e assegurem a conformidade com critérios de qualidade.

A metodologia implementada incluiu quatro fases:

  1. Diagnóstico: Identificação de intervenientes e análise socioeconómica e institucional através de inquéritos a produtores e consumidores.
  2. Co-construção do SPG: Reuniões colaborativas com produtores e especialistas para elaborar os documentos base do sistema.
  3. Operacionalização: Início da implementação com produtores dispostos a integrar o SPG.
  4. Avaliação: Monitorização contínua por avaliadores externos, culminando na criação de um referencial de avaliação.

RESULTADOS E FERRAMENTAS

O projeto gerou um conjunto abrangente de documentos e ferramentas para facilitar a adoção do SPG, incluindo:

  • Manual Técnico e Metodológico: Procedimentos para operacionalização do SPG.
  • Referencial de Critérios e Regras: Conjunto de critérios para garantir a qualidade e segurança dos circuitos curtos.
  • Fichas de Boas Práticas Agrícolas: Diretrizes para práticas agrícolas sustentáveis.

Adicionalmente, foi produzido um vídeo explicativo que ilustra de forma dinâmica o funcionamento do SPG, e um logótipo foi criado para identificar os produtores que aderem ao sistema, garantindo reconhecimento e confiança junto dos consumidores.

IMPACTO E PERSPECTIVAS

Ao promover a construção de sistemas locais robustos de produção e consumo, o Sistema de Certificação Participativa dos Circuitos Curtos Agroalimentares estabelece um modelo pioneiro em Portugal para a validação de práticas agrícolas sustentáveis. Espera-se que este modelo incentive uma maior adesão a métodos de produção sustentáveis, criando um ciclo virtuoso de confiança e qualidade nos circuitos curtos agroalimentares.

SPG – VIDEO

Este pequeno vídeo ilustra os princípios e as metodologias do Sistema de Certificação Participativa dos Circuitos Curtos Agroalimentares, destacando o papel das comunidades locais na criação de redes sustentáveis de produção e consumo.

Para mais informações e acesso às ferramentas desenvolvidas, consulte a página do projeto → https://adrepes.pt/spg/

Notícias

CONTACTOS

Telefone +351. 255 311 230
Fax +351. 255 311 275
E-mail adersousa@adersousa.pt

 

MORADA

Rua Rebelo de Carvalho, 433
4610-212 Felgueiras
Portugal

Coordenadas GPS
41.362742, -8.202646
Direções

Send this to a friend